domingo, 4 de janeiro de 2009

Há 40 anos nascia o maior de todos.

No dia 3 de janeiro de 1969 nascia um garoto predestinado a se tornar o maior piloto de todos os tempos. O análise F-1 deixa aqui sua homenagem!



PS: O vídeo está narrado em alemao, porém mesmo quem não sabe nada de nada do idioma poderá compreender o vídeo que fala dos pontos mais marcantes da carreira do piloto alemão na F-1, inclusive sobre a morte de Ayrton que encerrava a era Senna e iniciava a era Schumi.

Deixem suas análises e por que não suas homenagens a este grande ídolo da F-1.

16 Análises:

Simone,  4 de janeiro de 2009 13:38  

Desculpe Análise, mais agora vc pirou na batatinha. O maior piloto de todos é o Senna!
Acho que vc está considerando apenas depois do ano 2000.
Bjs

Anônimo,  4 de janeiro de 2009 13:47  

Schumi é o maior! Viúvas e barrichelistas ficam é com inveja!

Schumacher o melhor de todos!

Luiz Fernando,  4 de janeiro de 2009 15:35  

A F1 tem duas épocas: antes e depois do Schumi. Ele conseguiu um fato impossível: tornou os domingos pela manhã monótonos e sem graça para nós farraristas em 2003 e 2004, quando ganhamos tudo, nem precisava largar p saber o resultado. Parou no auge, sua despedida em Interlagos foi uma das maiores provas q um piloto de F1 já fez. Comparem este fato com a despedida melancólica de RB. Endosso seu comentário Análise. Fui.

Patrícia,  4 de janeiro de 2009 17:13  

Simone, quem é o melhor pode até entrar em discussão, porém quem é o maior é definido pelo sucesso obtido na carreira.

Schumacher é sim o maior de todos por todos os recordes que conseguiu, seguido por Fangio que é maior (não necessariamente melhor) que o Prost que é maior que todos os tri-campeões que são maiores que os bi e assim sucessivamente!

Luiz Fernando, comparar a aposentadoria do Schumacher com a do RB foi demais né? A aposentadoria do RB pode ser comparada no máximo com a do Patrese!rsrs. A aposentadoria do Schumacher foi como a do Fangio e a do Prost, saiu por cima, super campeão e com as melhores equipes querendo!

Beijos!

Luiz Fernando,  4 de janeiro de 2009 19:13  

Depois do puxão de orelha da Pat, gostaria de acrescentar algo sobre aquele q foi meu maior idolo no esporte. Schumi, na minha visão de torcedor apaixonado, foi o maior dos maiores, sem a menor duvida. Acompanho corridas desde 1972 (tenho 49 anos), e divido meus idolos em duas categorias: 1) os habilidosos: Stewart, Fittipaldi, Lauda, Prost, Senna etc; 2) os arrojados (tinham mais arrojo do q habilidade): Peterson, Giles Villeneuve, Mansell etc. Schumi foi um dos poucos q tinha ambas em igual proporção; para ele não tinha essa de administrar, o negócio dele era ganhar, ou pelo menos, fazer o máximo possível p isso. Por isso, inclusive, fez algumas cafajestadas, imitando caras como Prost e Senna, os quais não são chamados de Dick Vigarista por ninguem. Também foi um dos poucos q foi campeão com carro inferior ao dos adversários principais (94 vs Williams; 2000 vs Mclaren). Sinceramente, sem ele, o vermelho da Ferrari se tornou mais opaco.

eu mesmo,  4 de janeiro de 2009 22:37  

Schumacher é um dos grandes, não o maior. F1 não é futebol e nem basquete. Mais vale o carro que o piloto, atualmente e há alguns 20 anos. Irvine, que na visão de muitos é inferior à Barrichello, Felipe Massa e outros, quase foi campeão em 99. E só não foi por erro absurdo da Ferrari no GP do Japão. O Hamilton, por exemplo, não é melhor que o Alonso, mas vai ganhar mais títulos porque é mais inteligente.

the jocker,  5 de janeiro de 2009 00:12  

Patricia, senna e o melhor de todos se for considerar varios fatores, agora quanto a grandeza do piloto se vc considerar desse jeito entao sim sem duvida, mas vale lembrar que senna e o maior idolo ate do vettel. bom mas isso nao e sobre o senna e sim sobre outro piloto espetacular, gostaria que postassem um video sobre a carreira dele antes da formula 1.

André S.,  5 de janeiro de 2009 16:24  

Concordo plenamente com a musa Patrícia! Ser o melhor é uma coisa e o maior é outra.

Quem é o melhor? Dificíl dizer, prefiro dizer que existem os melhores, e não apenas 1. Mas no quesito grandiosidade, Schumacher foi maior sim que os outros...

Abraço.

don corleone,  5 de janeiro de 2009 19:16  

Schumacher é o maior! Sem dúvida! Quem foi o melhor fica difícil, vai da preferência de cada um.

Mas só para provocar: resolvi baixar algumas corridas mais antigas para completar meu acervo. E cada vez mais me convenço de que Senna foi muito bom, um dos melhores, mas longe de ser esse "semi-deus" que pintam... Fernando Kesnault, Luiz Fernando e Moleque Chatto, os mais "antigos" (numa boa) que me corrijam.

Senna venceu campeonatos apenas com o melhor carro e um único motor, ao contrário de Prost, Lauda, Piquet e Schumacher. Assim, até Damon Hill, Jacques Villeneuve e Mika Hakkinen conseguiram. Buscou sempre dirigir a melhor máquina para facilitar sua vida. Ironia do destino, morreu ao volante do carro que tanto procurou durante dois anos.

Além disso, pesa o fato de que ele não encarou (porque não quis) o desafio de fazer a maior equipe da história da F1 voltar a vencer campeonatos. Ok, Prost não conseguiu, mas encarou o desafio ao menos. Schumacher levou seu "staff" para Maranello? Sim. Méritos a ele e à Ferrari! Colocou a "rossa" de volta ao topo.

Ou seja, a morte pode mudar (e muito) a imagem de uma pessoa... E antes que me xinguem, procurem saber sobre um piloto contemporâneo a Senna, que se chamava Stefan Bellof. Vejam o que ele fez em Mônaco 1984 e quem realmente foi beneficiado pela interrupção da prova. Ou então no Estoril em 1985, prova que foi vencida por Senna.

Temos que valorizar "o que é nosso"? Claro, mas isso não significa que devemos ignorar o que acontece e aconteceu a nossa volta. Depois ainda reclamam do Galvão Bueno...

the jocker,  6 de janeiro de 2009 01:03  

Don corleone, considere melhor essas (equipes medias) e se vc considerar, senna nunca foi um desenvolvedor de carros,saber desinvolver um carro nao se liga de jeito nenhum ao seu talento, se for assim entao o nick heidfeld e melhor que o senna isso e completamente outra coisa. Essas (equipes medias) que o ayrton correu os seus parceiros ficavao geralmente da metade do grid pra baixo enquanto tinha (pilotos melhores que hill, couthard, alesi e hakkinen em (equipes grandes).

Don Corleone,  6 de janeiro de 2009 08:21  

The Jocker, não disse que Senna não era talentoso. Disse apenas que não é o semi-deus que pintam por aí. Não é só questão de acerto de carro, mas sim se o piloto é mais completo do que os outros. Na minha opinião, Prost, Schumacher, Piquet e Lauda eram mais completos que Senna. Senna ia mais ao limite, mas esses outros não precisavam ir toda hora ao limite para vencer, ao contrário de Senna.

Sobre os contemporâneos de Senna, vou repetir, pesquisem sobre o alemão Stefan Bellof. Para os especialistas da época, tinha o mesmo talento de Senna e alguns deles o consideravam até melhor. Exemplo? Em Mônaco 1984 (corrida tida como "marco-zero" pelos sennistas), Senna largou em 13.º(se não estiver enganado). Bellof largou com um Tyrrel em último. Chegou em 3.º e estava tirando mais de um segundo por volta de Senna, o qual se aproximava de Prost. Isso ninguém fala, pelo menos aqui no Brasil. Senna fez um teste com a Williams em Donnington em 1983 e quebrou o record da pista e tal. O que ninguém conta é que no mesmo dia Bellof testou com a McLaren (um pouco pior que a Williams à época), ficou próximo do tempo de Senna e tinha em seu carro com uma versão inferior do motor Ford-Cosworth. Na primeira vitória de Senna, no Estoril 1985, Bellof chegou em sexto, sem bico, depois de ter largado na 22.ª posição com a mesma carroça da Tyrrel... há notícias de que esse alemão já havia assinado com a Ferrari para 1986, mas o destino fez com que ele encontrasse a morte em Spa, numa corrida de Protótipos.

O que eu quero demonstrar que é preciso uma série de combinação de fatores para se tornar um piloto de F1 e posteriormente campeão (que o digam Stirling Moss, Ronnie Peterson, Jack Ickx e Gilles Villeneuve). E não é porque um piloto se torna campeão que automaticamente se transforma em um grande piloto. Até James Hunt, Mansell, Jacques Villeneuve e Damon Hill conseguiram (coincidência, 3 pilotos ingleses).

Repito, Senna foi um dos melhores, mas não o melhor. Sua trágica morte mudou transformou-o em mito. Era e é um ídolo, sem dúvida alguma. Mas também sabia vender seu peixe muito bem. Foi um grande vencedor e um ótimo piloto. Mas não um ser inatingível como se propaga.

E essa minha "birra" com Senna é o que me faz não conseguir torcer para o Alonso. Ambos ficaram procurando o melhor carro para poder continuar a vencer. Ambos talentosos, sem dúvida. Mas será que só assim podem ser campeões? Só com a melhor máquina nas mãos? Diminui o "status" de gênio, não?

Não sou o dono da verdade e não quero entrar em embates desnecessários. Claro que muitos aqui vão discordar. Só quis demonstrar, com alguns fatos, que na minha opinião Senna não é "o melhor". Nem o maior. Até mais.

Anônimo,  6 de janeiro de 2009 19:50  

Don Corleone, responda uma pergunta: o que fez do Lewis Hamilton (por apenas um ponto...) o campeão de 2008??? E dentro da sua linha de pensamento, o título foi merecido???

Zuador,  7 de janeiro de 2009 01:05  

Shumi foi sim um gigante do esporte,melhor disparado de sua epoca,eu continuo axando q ele nao é o melhor,como usei a palavra "gigante" q da ideia mais de tamnho do q de qualidade,axo q o maior foi sim o alemao,pelos titulos e recordes,e um dos maiores de toda a historia dos esportes tbm.Melhor,ai ja axo o Senna,e q pra chegar no Senna ele tinha q pedir licença pelo menos ao Prost,embora tenha axado muito pertinente o comentario do colega Don,na verdade acho q nenhum dos "novos" aqui sabem de fato o quanto esses pilotos(Senna,Prost,Piquet,Lauda,entre outros nomes) sao bons e o quanto eh mero exagero.Não considero absolutamente nenhum esportista com um semi deus,muito menos num mundo em q a maquina eh q prevalece,por essa razao embora axe o Shumi um excelente piloto e a anos luz dos pilotos q ai estao agora,nao creio q seria o melhor competindo com os antigos,até pq tbm nao teria um carro tao superior aos outros,pois axo q os carros eram mais equilibrados,se nao,nao teriam tantos montros.Bom,comparar o fim de carreira de Shumi e Barrica eh forçar neh LF(hehe,num acaba com o Rubinho rapaz,rsrs),rsrs,eu gosto do Barrica,cara legal,gente boa,tem talento,mas.......talento pra chegar,pra se manter la(pelo menos o suficiente pra seu recorde de gps),talento pra ser um fora de serie,um grande campeao num mundo dos grandes campeoes,ai eh outra historia,fico triste q ele alem de tudo tenha coloborado pra tudo q aconteceu com ele,foi eterno segundao pq quis,e chorou pra fica se arrastando na honda tbm pq quis,fez uma boa carreira na f1,lembrada pelos brasileiros e logo esquecida pelos nao brasileiros.Compara-lo com um cara q fazia oq o Shumi fazia eh so pra os fãs sem noçao mesmo,rsrs.

the jocker,  7 de janeiro de 2009 02:56  

Don corleone, ta i outra coisa que discordo com vc o exemplo do mansel que vc deu, mansel e responsavel por algumas das maiores ultrapassagens da historia, tudo bem que fasia muitas bobagens mas era encrivel o que ele era capaz de faser e nem adianta comparar com o hamilton por que para ser campeao aquela epoca com aqueles pilotos era muito mais dificil. E outra coisa que percebi, foi o seu engano em relacao a nacionalidade do Jacques Villeneuve, ele e canadense, por isso e mais a sua notavel admiracao pelo schumacheir e pilotos alemaes vc me parece muito jovem atraveis dos comentarios para ter visto pilotos como senna prost piquet lauda mansel e cia correr. Mas tamben nao concordo com a pintura como se fosse sobhumano que derao ao senna, embora concorde que ele e o melhor e maior piloto da historia.

Don Corleone,  7 de janeiro de 2009 07:37  

The Jocker, não errei na nacionalidade do Jacques. No exemplo que dei, citei 4 pilotos (Hunt, Jacques, Hill e Mansell), dos quais 3 eram ingleses (Hunt, Hill e Mansell). Talvez não tenha sido específico. Desculpe...

Sou + ou - jovem... não "vi ao vivo" Stewart, Clark, Bruce McLaren, Striling Moss, Ascari, Fangio, Brabham e outras tantas lendas do automobilismo. Só em VT mesmo. Por isso não arrisco a escrever muito sobre o que eu não vi.

Mansell... "motorista de taxi", piloto arrojado e... e... e só lutou pelo título quando teve um carro fantástico nas mãos. Era inconstante e afobado demais. Como Hamilton, perdeu um dos títulos mais ganhos da história da F1. E foi campeão quando teve uma máquina capaz de corrigir seus erros. Até o (insoso) Patrese conseguiu vencer com aquele carro. Arrojado, sim. Grande piloto, não. Bom é tamanho suficiente.

O Anônimo me perguntou sobre o Hamilton: em um campeonato de tantos erros e tantas barbeiragens, fica difícil responder o que fez Hamilton vencer, ainda mais por um ponto. Talento ele tem, como Massa, Raikkonen e Alonso. Talvez Hamilton tenha tido mais vontade do que os outros para vencer, principalmente no meio da temporada. Acho que um exemplo disso foi o GP da Itália em Monza.

Mas uma coisa ficou clara: Hamilton não sabe correr por pontos. A McLaren também não, porque a arma que ela teria, que era o Kovalainen, foi nota 0 na temporada inteira. Queimei a língua c/ ele.

the jocker,  9 de janeiro de 2009 01:42  

Foi meu engano entao.

  ©Template by Dicas Blogger.