quarta-feira, 17 de setembro de 2008

A GP2 que não empolgou...

Após em seus três primeiros anos de existência a GP2 ter revelado o campeão e em dois casos os vice-campeões para a F1 é natural que as expectativas aumentem em torno de Giorgio Pantano (campeão), Bruno Senna (vice) e Lucas di Grassi (terceiro este ano com 6 corridas a menos) que é atualmente piloto de testes da Renault graças ao vice-campeonato ano passado.

O curto histórico da GP2 mostra que o primeiro colocado consegue “automaticamente” uma vaga para a F1 no ano seguinte, enquanto que o vice consegue uma vaga como piloto de testes e é efetivado no ano seguinte (vide Kövalainen, Piquet, e agora di Grassi ambos pela Renault). Resta saber se assim como Heikki e Nelsinho, Lucas terá uma oportunidade com titular na Renault ano que vem. Bruno Senna que tem algumas chances de entrar como titular ou testador ano que vem, provavelmente não terá sua chance com a Renault, quebrando a hegemonia dos vice-campeões na escuderia francesa.

Já Pantano pode se tornar o primeiro campeão que não conseguiu entrar na F1, já que pesa sobre ele uma fraca temporada de F1 em 2004 pela Jordan, na ocasião o piloto foi substituído nas quatro corridas finais por Timo Glock.
Assim você pode se perguntar, “Mas o Glock também não passou antes pela F1 e voltou?”. Sim, porém Glock disputou apenas 4 corridas e não foi tão mal, marcou 2 pontos em quatro corridas, sendo que Pantano ficou zerado em 14, além disso o título do ano passado de Glock convenceu mais que o de Pantano este ano. O italiano cometeu vários erros grotescos na caminhada ao título e só levou porque a concorrência não foi lá estas coisas, além de contar com uma punição exagerada em Bruno Senna e Lucas di Grassi não correu 3 rodadas (não participou das 6 primeiras corridas). Dos três primeiros colocados na GP2 este ano considero Pantano o que menos chances tem de entrar na F1 em 2009.

Bruno Senna, embora seja muito rápido e se destaque na chuva ainda é apenas um piloto comum no seco, além de obter resultados inconstantes do tipo “pole e vitória” e no próximo final de semana um nono lugar sem ter tido reais problemas. Mas de todos os três é o que mais tem chances de entrar na F1. Primeiro pelo sobrenome, segundo pelos gigantescos patrocinadores que foram atraídos por este sobrenome. E dinheiro fala muito alto na F1. Não descarto a idéia de que Bruno venha a ser um grande piloto, mas ainda precisa se preparar mais, ou pode cometer o mesmo erro de Nelsinho Piquet e queimar sua carreira! Mas depois falo sobre as decisões erradas de Nelsinho em outro post...

Lucas di Grassi é ao meu ver o mais preparado e talentoso dos 3. Inclusive o considero mais preparado que o próprio Nelsinho Piquet para ser titular na Renault, porém o sobrenome e os patrocinadores falaram mais alto. Lucas disse que não tinha intenção de disputar a GP2 este ano e que pensava apenas em exercer seu cargo de piloto de testes da Renault, contudo com o corte de custos na F1 e a proibição de dois carros no mesmo teste, e Piquet precisando treinar muito devido suas fracas performances, Lucas resolveu voltar a GP2 para não perder a forma, e mesmo assim com 6 corridas em desvantagem ficou apenas a 9 pontos do campeão. Lucas, a Renault e quem acompanha automobilismo sabem que ele seria campeão caso houvesse entrado na disputa desde o início, porém a maioria dos patrocinadores não acompanham automobilismo, apenas procuram o nome do campeão do ano da GP2 e o patrocinam na F1, assim vantagem para Pantano no patrocínio, porém o difícil para Pantano é encontrar uma equipe que o queira e não um patrocinador!

E pra completar a dificuldade destes garotos de ingressar na F1, Ron Dennis resolveu abrir a boca e dizer que não existe nenhum talento especial este ano na GP2. Pode até estar certo, mas precisa falar? Ele já tem sua dupla de pilotos e de testadores definida, não procura nenhum novo piloto, qual o objetivo de avaliar os pilotos nesta temporada? Poderia apenas dizer que não acompanhou este ano. Deixa para que as outras equipes que procuram pilotos decidam isto sozinhas, apesar que suas declarações não farão diferença na escolha das mesmas, mas pesam negativamente no caso de Pantano ou Lucas di Grassi para buscarem o indispensável patrocínio (Bruno Senna já tem patrocínio de sobra).

Agora vai meu palpite (100% chute) do que acontecerá com os 3 pilotos ano que vem. Lucas di Grassi assume na Renault, Bruno Senna vira piloto de testes e disputa mais um ano de GP2 e Pantano apenas disputa a GP2.

Deixem suas análises!

5 Análises:

Patrícia,  17 de setembro de 2008 10:23  

Eu acredito que há espaço para os três na F1, é só aposentar os que não têm mais nada a fazer (Coulthard, Fisichella, Barrichello) e trocar os que não vão fazer nada (Webber, Nakajima, Piquet), assim tem bastante vaga, e mesmo que os novas nada façam ao menos trocou um pouco as caras!
Beijos a todos!

Batista,  17 de setembro de 2008 10:43  

Bruno Senna é o melhor deles, na chuva tem o talento do tio, e vai ser tricampeão de F1 com certeza, ta no sangue...hehe

Tira o Piquetzinho que nada faz!

Zé,  17 de setembro de 2008 13:50  

Sennistas... Totalmente desprovidos de conhecimento como sempre...

Sandro,  17 de setembro de 2008 14:05  

Parece que bom da GP2 só saiu o Hamilton, pq o resto...
Fui!!!

Cristiano 17 de setembro de 2008 16:57  

Eu acredito no Di Grassi!!! Mas não na Renault, principalmente se tiver o Alonso lá também!!!

  ©Template by Dicas Blogger.