sexta-feira, 15 de maio de 2009

A Lola que "lola-se"


O belo teto orçamentário estipulado pela FIA, idéia de Max Mosley que além de um chicote tem também uma mente “brilhante”, levantou o interesse de muita gente “séria” – inclusive estou pensando em inscrever uma equipe pro ano que vem... AF1 GP, como pilotos Cacá Bueno (propaganda gratuita na Globo) e Danica Patrik trazendo o patrocínio de muitas marcas de lingerie – voltando de forma séria ao assunto, se é que este pode ser levado à sério, existem várias equipes ou projetos interessados na nova Jurassic F-1. Porque com um teto de 40 milhões de libras o retrocesso será grande.

A F-1 pode estar perto de ganhar novas/velhas equipes. Tem a virtual USGPE (antiga USF1), tem a Lola que fabrica carros de corridas e já se aventurou na F-1 em 97 por apenas uma corrida (GP da Austrália) e após não conseguir se classificar para corrida abandonou a F-1, isto é que é compromisso. A Super Aguri também quer voltar ao circo, porque falir uma vez se você pode falir duas?

Por outro lado a F-1 pode perder equipes importantes como Renault, BMW e sem contar na ameaça da Ferrari. Alem de correr o risco de ficar sem equipes que demonstraram ao contrário da Lola e da Aguri comprometimento com a F-1 como Red Bull, Toyota e também a pequena mas esforçada Toro Rosso que ao contrário da Aguri que amargava a última fila consegue sempre se embolar no meio do grid apesar das dificuldades.
Espero que essas loucuras de Mosley e Ecclestone acabem antes que a F-1 acabe.
Deixem suas análises!

13 Análises:

Jobson 15 de maio de 2009 10:27  

E a Red Bull talvez venda a Toro Rosso para alguma empresa que esteja interessada em entrar na F-1em 2010.

Pokantt 15 de maio de 2009 11:56  

Grande post, Análise.

Além de ter mostrado um ponto bem interessante, também foi engraçado. lol

Manu 15 de maio de 2009 15:25  

De acordo com Pokantt.
A coisa tá esquisita na F1. É capaz q 2010 seja um verdadeiro circo como vc comentou, Análise... Triste, viu? Muito triste...

Ron Groo 15 de maio de 2009 15:52  

O teto é ridiculo, mas penso que o pior é o tal regulamento de duas versões.
Até porque a grana que eles
recebem da FIA é boa sim, mas nem faz cocegas no orçamento de Toyota, Renault e principalmente Ferrari.

Anônimo,  15 de maio de 2009 16:57  

...e o Picaretta, escreve: Bem, dos amigos...acho que o bom agora é se ligar no Surf de ondas grandes...Todos os esportes estão na órbita do Deus TV ! E como as gerações se vão um dia, e os marketeiros sabem disso, uma na F1 se apresentará e todos gostaram de assistí-la ! " Renovação !", dirão uns; "Essa é a F1 que todo mundo gosta de ver " dirão outros bobões ! Acredita quem quiser e otários for ! Eu posso dizer que assisti bons momentos, na década de 1970 e 1980. Década de 1990..até 0 ano de 1998...por aí... De uns bons 7 anos prá cá, muito sem graça se tornou a categoria. Mas, se olharmos para os outros esportes...Conaldo, o bárbaro, do Ronrinthians, um astro ! No jogo de quarta, lá pros 40 minutos de 2º tempo, gordão, "morto" no meio do campo. O camarada que operava a tal camera( o diretor não tinha tanta rapidez de pensamento..foram 2 rubinhos barrichellos de imagem !) cortou rapidinho o supermegahipergigantesco e fenomenal craque do Timão( Para WanderSonico, um cabelça feita completo, melhor do que Pelé !). Bom, é isso aí, malandragem. Malandro é malandro, mané é mané....Volei acabando, Basquete sei lá...morto vivo continuará...Natação ? Motociclismo nacional ? Atletismo ? Estóki Carrrrs ? Lá fora também... Quem manda acreditar em difusor canalha ? Inicio do fim... O anti-cristo já está entre nós ! E começou pela F1 ! Ha !

Luiz Fernando,  15 de maio de 2009 18:26  

MC acho q o anti-cristo é o sado-Max. Creio q ele se lembrou daquelas festinhas dele e age como se os aficcionados fossem as amiguinhas dele. Mudando de assunto, vejo com bons olhos a entrada de novas equipes; se confirmado será bem saudavel pra categoria. F1 sem as grandes fabricas ou as mais tradicionais: NUNCA OCORRERÁ, mesmo c o Mr Anti-Cristo na direção da máFIA, como vc diz. E o fluzinho inho hein, q primeiro tempo vergonhoso; next week, sou fluzão desde criancinha.

André S. 15 de maio de 2009 21:45  

Sei não, começo ficar com medo de que algumas equipes grandes se retirem mesmo.

Do jeito que este velho é louco e arrogante pode encarnar de vez o papel de ditador nazista que ele pratica de vez em quando e botar em prática este teto na F-1. E depois a Ferrari se sentindo destratada pode sair sim por uma ou mais temporada para mostrar a ele a falta que ela fará.

Espero que tudo acabe em pizza ou se não, adeus F-1.

Anônimo,  15 de maio de 2009 22:14  

Perfeito seu texto Análise!!!

Estou realmente preocupada com o futuro da F-1!!! Uma pena, porque somente nós, os fãs, é que perderemos com tudo isto!!!

bjs, Ludy (Octeto)

Zuador,  16 de maio de 2009 02:22  

Sei la,nao entendo de economia,axo q se as equipes tem grana pra gastar,qual o pro?Deste q façam um carro dentro do regulamento tudo bem.Esse teto eh ridiculo,e tipo,se equipes fortes começam a sair a f1 vira uma categoria de quinta qualidade

Anônimo,  16 de maio de 2009 13:39  

...e M.C., responde ao L.F.: Claro que voce é Fluzão, oras ! Se fosse São Bambino e Coisa Ruim Feioso( C.R.F.) e seria quem, urubu ? Quanto ao anti-Cristo...o mundo começará a sentir o efeitos que culminarão no Armageddon pela F1 ! O inicio do fim e depois, o recomeço...O primeiríssimo sinal veio quando o Noschattamvs sonhou com o RONron GROOssildo tocando lira e cantando..." Se te agarro com outro
Te mato!
Te mando algumas flores
E depois escapo...(2x) "... de Sidney Magal ! O Inicio do fim, L.F. O inicio do fim....

B'Hengler@RR1 19 de maio de 2009 09:36  

Acredito que a F1 não acaba pela força dos contratos de TV que garantem uma renda por alguns anos aos "queridos gagás" que comandam essa "esbórnia"...

Aí, qualquer tentativa de criar uma categoria paralela por parte das equipes, perde força porque ninguém (que já transmite F1) vai poder transmitir a nova categoria, vai rolar muito dinheiro, etc...

E pensar que a proposta da GPWC não vingou por causa do "acordão" entre FIA e Ferrari!!! Nada como um dia após o outro!!!

Acho que o teto orçamentário vai cair fora, as montadoras só estão na F1 para lavar dinheiro, ou alguém acredita que um aerofólio dianteiro custa mesmo 150 mil dólares??? Então eles precisam ter liberdade para gastar (e lavar) bastante... Basta limitar o regulamento onde se pode gastar mais e deixar o resto rolar... O campeonato desse ano mostra bem que dá para ter equipes competitivas gastando relativamente pouco contra os "lavadores"...

Patrícia 19 de maio de 2009 20:36  

O B´Henglar@RR1 disse tudo no seu comentário. Esse teto vai acabar desabando,rs. Ou alguém acha que o Bernie Ecclestone esta disposto a perder as montadora$$$$$?

Pra mim esse Mosley já encheu assim como o Ecclestone. Fazer dinheiro com a categoria no estilo mais capitalista possível é aceitável, mas matar o brilho da categoria é absurdo.

Beijo a todos!

Fernando Kesnault,  25 de maio de 2009 16:15  

Análise, a Lola correu a temporada de 1962 com John Surtees; com a equipe Hill-Embassy - tendo G.Hill, G.Edwards,P.Gethin, R.Stommelen e Tony Brise como pilotos - nas temporadas 1973-74; na temporada 1987 com P.Alliot como piloto e em 1989-90 com a equipe Larrousse e um "shopping" de patocinadores como Total, Sanyo, Camel(principal patrocinador) dentre outros.

  ©Template by Dicas Blogger.