sábado, 15 de novembro de 2008

Dor

Ontem aconteceu o velório e enterro de um dos meus cunhados. Uma pessoa humana e muito querida que nos deixa muito cedo. Ninguém estava preparado, na verdade nunca estamos preparados para a morte. Amanhã volto para Viena, minha esposa e filho ficam em Porto Alegre por mais 1 semana. Pesso a compreensão de todos pela ausência.

Um bom fim de semana a vocês e volto o mais breve possível.

15 Análises:

Anônimo,  15 de novembro de 2008 14:02  

por causa de um cunhadinho deixa de escrever no blog? Por favor, vamos trabalhar né?!

don corleone,  15 de novembro de 2008 15:57  

Meus pêsames. Força para sua família!

latueiro,  15 de novembro de 2008 20:37  

ANÁLISE F1. ESSA É A ÚNICA HÓRA QUE "DEUS" NOS MOSTRA QUÊ?? "NINGUÉM É MAIS BONITO, MELHOR OU MAIS RICO, QUE O OUTRO. abs

Luiz Fernando,  16 de novembro de 2008 09:32  

Analise, meus sentimentos a vc e aos seus familiares.

Anônimo,  17 de novembro de 2008 10:26  

Blá blá blá...

Pantaneiro,  17 de novembro de 2008 15:45  

redação, fico triste com sua dor, desejo sinceramente que a sua familia encontre forças e supere esta dor. Forte Abraço

Anônimo,  17 de novembro de 2008 16:17  

Redaçao, blá blá blá blá blá, blá bla'blá blá blá blá blá blá. Um blá blá blá pra blá e blá blá. BLÁ BLÁ !

Glaucia,  17 de novembro de 2008 18:50  

Meus sentimentos Análise!

Zuador,  17 de novembro de 2008 19:17  

Há menos de duas semanas perdi meu querido avô,sei como deve esta se sentindo amigo,q Deus te dê forças pra superar essa dor amigo.

Anônimo,  17 de novembro de 2008 19:20  

Há 30 anos perdi um Blábláblá. Por isso, blá blá blá blá blá blá blá blá.......blá.

Cristiano Matheus 17 de novembro de 2008 22:27  

Meus Pêsames!

Mas a vida continua...

Anônimo,  18 de novembro de 2008 16:47  

Bláááááááááááá

Anônimo,  19 de novembro de 2008 09:11  

" O bom jornalista está sempre atrás de duas coisas: um furo (não importa onde nem de quem) e um jabá. Não necessariamente nessa ordem, claro. Por isso, depois de muito implorar, consegui que meu editor descolasse umas passagens de graça para algum lugar bem longe do Brasil. Meu editor, homem bem relacionado na aristocracia carioca, conseguiu com um amigo do Morro do Turano uma vaga para mim e a minha entourage numa partida de maconha que seguia para Amsterdã, na Holanda. Para despistar as autoridades, a marofa estava camuflada dentro de uma carga de cocaína da Bolívia que o Evo Morales tinha trocado por um i-Pod com o Hugo Châvez. Enfurnados no fundo falso de uma mala-sem-alça (que no caso era o Renato Machado), íamos eu, a Isaura, a minha patroa, o Enéas, o meu cunhado esquisitão, e o meu personal psicoproctologista, Dr. Jacintho Leite Aquino Rêgo. A viagem foi um martírio, o serviço de bordo era péssimo, nem barrinha eles serviram. Pra comer só nos restavam a Isaura, a minha patroa, e a maconha. O Enéas bem que se insinuou como refeição, mas eu e o Dr. Jacintho, polidamente, recusamos, pois somos heterovegetarianos convictos....." Essa foi a última vez que vi Enéias, o meu cunhado esquisitão....Após a chegada na Holanda, ele sumiu instantaneamente ! A última vez que vi a figuraça, ele estava saindo com um comissário de bordo, animadérrimo por sinal e de nome Dexter ! Estavam na pista do aeroporto ! Estou assustado, senhor Redação. Meu pesames pelo o seu cunhado e que o meu esteja dando bem.....e com vida. Do amigo, Agamenon Mendes Pedreira.

manu 19 de novembro de 2008 15:58  

Análise: meus sentimentos. Q sua família encontre forças no momento difícil. Grande abraço!

  ©Template by Dicas Blogger.